Colesterol controlado

lais mercedes (04.12.2017)


 
Lembre-se, a fibromialgia é uma doença crônica. Quem sofre de fibromialgia deve adicionar à sua própria doença a incompreensão social, com a sensação de se sentir invisível em um mundo que só acredita no que vê.

No momento de falarmos da fibromialgia , devemos levar em consideração se as dores se apresentam nos braços e nas pernas, se hipercoll funciona elas são contínuas, se elas persistem ao longo do mês e se essas dores impedem você de ter, em muitas ocasiões, um ritmo normal de trabalho.

Muitos portadores de fibromialgia costumam relatar que a doença surgiu após um acidente ou uma doença mais séria, aos quais se seguiram períodos de grande estresse e ansiedade. Pode ser que a fibromialgia seja desencadeada por um trauma físico ou psicológico sofrido pelo indivíduo em algum momento. São técnicas de manejo de estresse e de como lidar com as limitações que a fibromialgia traz à vida das pessoas.

Através da comparação de dois grupos de pacientes, um de portadores de fibromialgia com diagnóstico anterior de LER/DORT e outro com diagnóstico apenas de fibromialgia, tentou-se compreender as relações entre as duas condições e também entre a fibromialgia e trabalho.

A influência da alimentação na redução ou agravamento dos sintomas apresentados em pacientes portadores de fibromialgia.|É uma dor sem lesão, e por não isso algumas pessoas não acreditam na dor do portador de fibromialgia, mas é uma dor real.

A Fibromialgia é uma síndrome comum em que a pessoa sente dores por todo corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. Lesões físicas, infecções virais e traumas emocionais estão entre as possíveis causas da fibromialgia, mas até presente momento não foi descoberto um único fator desencadeante da doença.

Com base em pesquisas internacionais, a incidência da fibromialgia é de 1 a 5% na população em geral.

Não há uma relação direta, no entanto, se compreendermos alguns fatores que estão relacionados com ambas as doenças, podemos entender porque pessoas que sofrem de fibromialgia têm maior probabilidade de ter crises de cândida. Da mesma forma, infecções podem desencadear ou exacerbar a fibromialgia.