Universidade na web

michele cristina (20.08.2017)


Um dos diferenciais do Wlingua em relação a outros cursos de inglês é que ele lhe permite aprender alfabeto e palavras com sotaque americano ou britânico, recurso bastante elogiado pelos nossos usuários brasileiros. Todo mundo quer falar inglês, mas a habilidade de falar deve ser uma das mais difíceis de se desenvolver. Isso porque a fala, diferentemente da escrita, por exemplo, é instantânea: pensamento deve ser estruturado verbalmente em uma fração de segundos. Soma-se a isso outra dificuldade: a pronúncia.

Muitos fonemas da língua inglesa não temos no português e por isso temos uma dificuldade mecânica de mobilizar determinados músculos do nosso aparelho fonador para reproduzir determinados sons. Assim como acontece com a escrita, estas dificuldades todas são motivos de inibição para muitos e deve ser um dos principais motivos que desestimulam as pessoas a aprender inglês.

Olá amigos, me chamo Joana Marques e estou escrevendo nesse site a convite do meu amigo Luciano, que muito me comove ao dedicar seu tempo para ajudar inúmeras pessoas que, assim como eu, buscam entender e aperfeiçoar aprendizado da língua inglesa, a fim de, definitivamente começar a falar inglês de verdade!

Outro ponto que mencionei no Podcast é que as pessoas largam emprego no Brasil achando que vão chegar aqui e amar emprego e nem sempre é assim. Você tem as mesmas chances de não gostar do emprego aqui também. Isso pode acontecer em qualquer lugar. Mas não vou me alongar nas dificuldades, pois seria ruim da minha parte apresentar os desafios sem sugerir as soluções.

Entra e sai ano e você sempre adia plano de aperfeiçoar inglês? Que tal parar com desculpas em 2016? Se seu objetivo é fazer a graduação, a pós universidade do inglês ou um curso rápido (que não seja de idiomas) em um país de língua inglesa, é bom começar a estudar. Isso porque a maioria das universidades pede em seus processos seletivos teste de proficiência em inglês - em geral, TOEFL ou IELTS.

Profissional de TI que almeja sucesso no mercado globalizado precisa da fluência. Reuniões, palestras, treinamentos, conferências hoje, com raríssimas exceções, são todas conduzidas em inglês. Mesmo empresas nacionais precisam contar com colaboradores fluentes no idioma no caso de surgirem oportunidades de atuação no mercado internacional, ou mesmo em projetos multinacionais.

As estatísticas mostram que de cada 100 alunos que se matriculam em uma escola de inglês, apenas 8, isso mesmo 8, terminam falando e quanto aos outros 92 bem, a culpa é deles! Mas se os professores ou a escola fossem punidos com a perda do emprego ou a escola obrigada a devolver dinheiro do aluno, você ia ver que esse quadro melhorava do dia para noite!

Minha mãe viajava com dois passaportes. Aquele modelo antigo verde tinha visto e atual azul. Não sei se vcs já perceberam mas no modelo atual no campo sobrenome ficam todos os sobrenomes da pessoa( pra quem tem mais de um) , porém no antigo em lastname fica apenas último.

Como visto da minha mãe estava impresso no passaporte velho, no seu visto tinha primeiro nome e em last name seu último sobrenome, porém no passaporte atual em sobrenome estavam os 2 sobrenomes dela.

Resultado : a funcionária da imigração fez outras perguntas, e ficou desconfiada pois mesmo as fotos sendo iguas achava q eram passaportes de pessoas diferentes. Perguntou se era a primeira vez que ela ia ao EUA( mesmo tendo carimbo de uma visita anterior) Terminou dando certo mas fica a dica pra qm for viajar. Acredito que se fosse a primeira vez que ela estivesse indo pra os Estados Unidos teríamos tido mais problemas.

Experiência é grande diferencial. Quando estava na faculdade, larguei uma vaga na área administrativa, para fazer um estágio em TI. Dois colegas que também já trabalhavam, mas também fora da área, preferiram acabar curso para só depois procurar um emprego. Depois de dois anos de formado, ganho bem mais que eles, sem contar a dificuldade que tiveram para conseguir primeiro emprego em TI.